Bate-papo: Doação de cabelo

img_20161014_122137

Eu sempre tive vontade de doar os cabelos, mas por muitos anos eu não consegui. Sempre cortava antes de deixar crescer o suficiente.

Mas… sou uma pessoa que quando decide, quando coloca uma coisa na cabeça, não tem quem tire e eu não sossego até fazer. Foi o que aconteceu..

Há uns 2 anos atrás eu decidi que ia finalmente deixar o cabelo crescer bastante para poder fazer a doação. Eu sei que para doar precisa de apenas 10.. 15cm de cabelo. Mas eu acho pouco. Queria doar um cabelo bem grande.

O tempo foi passando e ele foi crescendo. Aumentei consideravelmente os meus cuidados com os cabelos, para mantê-los saudáveis. No final do ano passado eu já sentia que era a hora de doar. Mas não sabia o corte que queria para mim. rsrs

Em fevereiro começou a luta pela minha saúde (luta que continuo). Eram tantos problemas que a última coisa que eu pensava era no cabelo.

Assim que dei uma melhorada já voltei a pensar no assunto. E um belo dia, passando pelo salão, eu pensei “ok, vai ser hoje”. Tinha que ser naquele dia.

Não sou apegada com cabelo. Tem gente que chora para cortar, eu sei. Mas eu penso que é só um cabelo e ele cresce novamente. Naquele dia eu senti uma força tão grande, me mostrando que eu precisava fazer aquilo. Seria como uma renovação para mim também.

Desde o começo sempre pensei em doar para ajudar uma criança ou uma mulher que, devido ao tratamento contra o câncer, tivesse perdido seus cabelos. O objetivo sempre foi esse. Mas naquele momento essa doação e esse desprendimento me fariam tão bem quanto.

Foram 50cm de cabelo natural, sem química. Ver aquele cabelo nas minhas mãos foi como uma vitória, pois tinha conseguido cumprir com o objetivo.

Muitas pessoas podem achar essa história boba, muito blá blá blá, mas eu penso que são exatamente as coisas pequenas que fazem sentido na nossa vida.

Vejo que o mundo está pensando muito alto, em coisas muito grandes, em sonhos cada dia mais difíceis de serem alcançados. As pequenas coisas passam batidas e para muitos nem são mais sentidas. Está cada dia mais difícil encontrar a felicidade e a realização exatamente porque estamos idealizando o intangível.

Essa doação me deu uma felicidade tão grande, uma sensação de paz e de missão cumprida.. que nem sei explicar direito.

Vale a reflexão. E que tal você também doar algo para um desconhecido? Saiba que o ato de doar faz tão bem para quem doa quanto para quem recebe.

Big beijo e até a próxima!

Anúncios

Voltei!

Olá amores! Saudades!

Vim aqui rapidinho para dar notícias. Sumi por 1 semana porque fiquei doente, mas graças a Deus estou melhorando.

Estou preparando post de beleza para logo mais! Fiquem ligadinhas!

Big beijo e até mais tarde!

5 dicas básicas para administrar melhor seus gastos

Hoje vou começar a abordar com vocês um tema que é super atual e necessário. Desde criança sempre fui educada nesse sentido de economia doméstica, hábitos e atitudes melhor pensadas, saber economizar e evitar o desperdício.

Quando eu era criança, o Brasil estava passando por uma crise econômica (e não política) muito grande. Do dia para a noite o seu dinheiro não valia mais nada por causa da inflação galopante. Sem contar que todas as famílias tinham pelo menos 1 pai de família desempregado. E eram desempregos que duravam anos, década. Adultos acima de 50 anos não tinham espaço no mercado de trabalho, etc.

Durante alguns anos senti que o grande problema do Brasil estava sendo a falta de educação econômica das crianças e jovens. Com a melhora econômica, melhora do capital de consumo, eles cresceram sem essa noção do que é realmente essencial e como administrar melhor seus gastos. Não se ouvia mais falar em “poupar”.

Também vi muitos adultos esquecendo esse período difícil da economia, como se nunca tivessem passado por ele. Ou como se nunca tivessem passado pela ditadura e pelo furto de suas poupanças.

Pensando em ajudar um pouquinho nessa fase que estamos passando, vim dividir com vocês algumas atitudes que sempre tive, mas que agora estão ainda mais presentes na minha rotina. Lembrando que não sou economista, nem nada do tipo. Sou matemática, mas também sou dona de casa. Nada melhor do que uma dona de casa para falar sobre hábitos e economia doméstica. Então vamos lá!

Continuar lendo “5 dicas básicas para administrar melhor seus gastos”

Ano novo, vida nova!

Ai ai.. o carnaval acabou e agora sim 2016 começa com tudo!

Assim como é uma delícia ter mais um ano novinho, também temos aqueles questionamentos básicos “ai meu Deus, 2015 acabou e não fiz nada que eu queria”, “mais um ano passou e não consegui realizar meu sonho”, “esse ano eu emagreço”, “esse ano eu caso”, etc, etc, etc…

Tantos “nãos”, tantas cobranças.. Mas será que você está disposto a mudar realmente a sua vida para conseguir atingir suas metas, seus sonhos?

É que nem dizer “ah, se eu ganhasse na loteria”, mas nunca apostar nela. Difícil esperar e desejar uma coisa, sem colocar em prática.

Mas quem nunca fez isso, não é? Óh céus, eu sempre faço! =/

Por isso vim dividir com vocês meu ano novo, minha vida nova! Continuar lendo “Ano novo, vida nova!”